logo Dedetizadora SP (11)4872-2864

Dedetizadora SP (11)4872-2864
Compare Preços e Serviços
de Dedetização em São Paulo!

Compare orçamentos de empresas de dedetização. Receba orçamentos gratis e sem compromisso!

Dedetizadora SP

Blog da DedetizadoraSP
Como um mosquito é capaz de nos picar?
4 de abril de 2017
0

Todo mundo sabe o quão incômoda uma picada de mosquito pode ser, bem como as diversas doenças que essas ferroadas podem trazer consigo. No entanto, você já parou para pensar como um inseto tão pequeno é capaz de fazer ferimentos doloridos e, muitas vezes, maiores do que eles próprios? Bem, isso só é possível devido ao complexo aparelho com o qual eles já nascem equipados. Vamos entendê-lo melhor.

Para começar, o probóscide dos mosquitos, nome dado ao prolongamento bucal responsável por sugar o sangue, é incrivelmente flexível. Ele consegue se dobrar quase completamente enquanto perfura as células à procura de uma área ideal para sugar o sangue. Isso é bastante curioso se levarmos em conta que é justamente essa parte tão flexível do mosquito que precisa servir como uma agulha para perfurar a pele.

Na verdade, o que parece ser um único tubo é um complexo conjunto de seis partes que se conectam aos lábios do inseto. Quatro dessas partes são filamentos que perfuram a pele e envolvem a parte central. Nessa parte central, há o que parece ser um único tubo, mas na verdade são dois paralelos: um deles aplica a saliva e o outro suga o sangue.

O probóscide, geralmente, faz diversas tentativas até conseguir achar um vaso sanguíneo. Em grande parte das vezes, eles sequer são bem sucedidos em sugar o sangue. Logo que perfuram a pele, os insetos começam imediatamente a salivar, não importa se conseguiram encontrar o que procuram ou não. A saliva é bastante útil para eles, pois impede que os vasos sanguíneos se contraiam e que o sangue coagule. Quando conseguem encontrar um vaso sanguíneo, eles passam em média 4 minutos retirando o sangue, e fazem isso com uma força considerável, perturbando os vasos. Isso tanto é verdade que, muitas vezes, alguns desses vasos se rompem e espalham sangue pelas áreas que os cercam. Quando rompimentos ocorrem, os insetos ainda podem beber o sangue diretamente dessas “hemorragias” em vez de sugá-lo do próprio vaso sanguíneo.

Um fato bastante interessante é que mosquitos infectados por algum tipo de vírus, como o da malária, por exemplo, costumam ter hábitos um pouco diferentes, passando mais tempo à procura de um vaso sanguíneo e desistindo mais facilmente caso não o encontrem. Isso aumenta consideravelmente a probabilidade de o vírus conquistar um hospedeiro para parasitar.

Algumas pessoas, principalmente moradores de regiões muito cheias de mosquitos, criam imunidade contra as picadas. Eles possuem anticorpos que reconhecem a saliva do mosquito e, quando isso acontece, o corpo consegue entupir vasos menores por um tempo, impedindo que o sangue passe e, assim, que consiga ser sugado pelo inseto. No entanto, com o tempo, os mosquitos dessas regiões também criam mecanismos suficientes para os tornarem capazes de sugar sangue de vasos mais profundos.

Um complexo equipamento para garantir que a picada – sua alimentação – seja bem sucedida, transmissão de vírus perigosos e adaptação a situações desfavoráveis… Como se pode perceber, os mosquitos não têm nada de tão inofensivo quanto seu tamanho pode sugerir.

Se você esta precisando de uma dedetização eficiente, você precisa de produtos de qualidade aplicados por técnicos experientes. Não corra riscos, contrate uma dedetizadora licenciada e que oferece garantia de serviços prestados.

Deixe uma resposta